Produtor de Katy Perry, Greg Wells, diz que novo CD de Taylor Swift soa como uma versão ‘leve’ da californiana

Toda essa vida de cantora propriamente pop não tem sido nada fácil para Taylor Swift. A hitmaker de “New Romantics” tem recebido alguns comentários maldosos desde a estreia de seu novo CD, “1989”, e de um tempo pra cá parte deles tem sido associada à cantora Katy Perry, com quem Swift, aparentemente, arranjou um problema. Supostamente tema da canção “Bad Blood”, presente no tal disco.

Quem começou a coisa toda foi o produtor e ex-casinho da Katy, Diplo, que em seu Twitter iniciou uma arrecadação de fundos pra “comprar uma bunda para Taylor Swift”, e chegou a receber uma resposta da atual melhor amiga da cantora, Lorde, que perguntou o que o resto da internet deveria fazer quanto ao “pênis pequeno” do cara, mas até aí tudo bem, porque a própria Lorde explicou que tudo não passou de uma brincadeira e Taylor simplesmente ignorou a piada de mau gosto. Ela já superou coisas piores.

A questão é que, desta vez, quem também resolveu falar da cantora foi outro produtor bem próximo de Katy Perry e, veja bem, comparando sua sonoridade com a da hitmaker de “It Takes Two”.

"Eu serei completamente louco se disser que o novo álbum da Taylor Swift soa como uma versão leve da Katy Perry?"

Também pelo Twitter, Greg Wells, responsável por músicas dos três discos de Katy Perry, incluindo hinos como “Waking Up In Vegas”, perguntou aos seus seguidores se ele estava louco em achar que o novo álbum de Taylor soava como uma versão “light” das músicas de K8 e, enquanto parte de seu público concordou com a declaração, os fãs da dona de “Blank Space” não tardaram a surgirem e bombardearem o produtor com os mais variados insultos.

“Greg, seu último hit foi uma música lançada pelo One Republic há oito anos, risos, cala a boca”

Sem tempo a perder, Wells se explicou, dizendo que não estava dizendo isso de maneira negativa e que gostava das músicas de Taylor, mas havia sim muitas similaridades. Que confusão boba. 

"Não tô odiando a senhorita Swift. Gosto do que ela faz. Mas há tantas coisas em comum, até os gritinhos 'com efeito' de Roar."

Dando razão para Greg, temos que concordar que “1989” tem suas semelhanças com os trabalhos de Katy Perry sim. Mas não há algo errado nisso, afinal, a californiana é uma das poucas artistas pop realmente grandes da atualidade e, além de trabalhar com Wells, também compartilha um dos principais produtores do disco de Swift, sendo esse o hitmaker Max Martin, deal with it

No mais, ambas estão focadas em produzir boas coisas propriamente pop e tendo como principal estratégia a utilização do humor. Diríamos, inclusive, que Taylor soube fazer melhor a lição de casa com seu último disco, o que pesou mesmo no comentário do produtor foi o “light”. Seja como for, as duas são nomes que pretendemos ouvir por muitos outros anos, mas ao que tudo indica, ainda veremos disputando algum espaço por um certo tempo. A roda segue girando. E, sejamos sinceros, pra que nos preocuparmos com tudo isso quando podemos simplesmente assistir a um bom videoclipe?

Tecnologia do Blogger.