Azealia Banks desabafa sobre Iggy Azalea, racismo e apropriação cultural; rapper australiana rebate críticas (é claro que ela rebate)

Este fim de ano está sendo nada agradável para Azealia Banks e Iggy Azalea. Em uma entrevista para a rádio americana Hot 97, Banks acusou Iggy e outros rappers brancos de estarem se apropriando da cultura negra, roubando o espaço e a voz dos artistas negros de rap/hip hop. Azealia Banks, durante a sessão de perguntas, chegou a chorar ao defender suas ideias, e disse que "Iggy shit Azalea" não é melhor do que qualquer outra garota negra que esteja fazendo rap. 

Para a rapper do Harlem, Iggy não merecia as indicações do Grammy na categoria de rap/hip-hop. Ela citou o trabalho de Macklemore, rapper branco que ganhou o Grammy disputando com Drake. “Aquele álbum do Macklemore não é melhor que o do Drake", disse Banks. Mas não parou por aí! Completando seu desabafo, a rapper sugeriu que Reclassified é uma merda e chamou o trabalho de Azalea de "borrão cultural". Como a rapper loira não se cala fácil, as declarações da nova-iorquina foram o estopim do mais novo capítulo da rixa histórica entre as duas rappers.


Iggy foi ao Twitter e respondeu Banks no mesmo tom. Ela disse que a rapper negra não faz sucesso por ter uma má atitude e pontuou que vários artistas negros fazem sucesso em todos os gêneros musicais. “Sua incapacidade de ser responsável pelos seus próprios erros, praticar bullying contra os outros, a incapacidade de ser humilde ou ter autocontrole… isso é você!”, completou a australiana. Nos outros tweets, Iggy sugeriu que Banks se afundara sozinha e que ela tenta colocar seu fracasso como algo racial e político, como uma justificativa para nunca ter feito sucesso. “Você é venenosa e eu sinto muito por você, de verdade,porque é óbvio que você é um ser humano miserável e zangado”, completou Azalea depois de ter falado que a coleguinha não tinha autocontrole nem humildade.

A atualização mais recente deste barraco de proporções épicas ocorreu há pouco, quando Banks postou em seu Twitter que a loira não havia entendido a dimensão das declarações feitas a rádio. “Você é tão burra e egoísta por fazer disso uma questão particular sua. Minhas lágrimas não tinham nada a ver com você, e tudo a ver com a sociedade e a mídia em geral”, disse a autora do hino "212".

Antes de tomar a frente da discussão ou iniciar uma guerra de fan bases (será que alguma delas tem uma?), é MUITO importante ter a consciência de que esta não é uma questão simples, superficial ou resumida em quem faz mais sucesso. A questão racial é delicada. O racismo existe sim, e em um país como os EUA, claramente um dos mais racistas do mundo, o assunto é ainda mais polêmico. Azealia Banks não está nada errada ao defender suas ideias. Ela é negra e sabe o que fala, tendo mais propriedade para falar do que a branca e loira Iggy. Ao mesmo tempo, a australiana não tem culpa. A sociedade por si só é racista. É justamente esse racismo sutil, velado, o mais perigoso. É aquele que faz com que não vejamos tantos negros nas universidades públicas, em cargos importantes ou com alto poder aquisitivo. 

Independentemente de quem você acha que tenha razão, é bom entender os dois lados. Não deve ser nada fácil ver uma rapper branca e loira roubando a cena em um espaço onde você e outras tantas negras deveriam estar estourando. Nosso plantão fica por aqui.

Tecnologia do Blogger.