Woodkid encerra sua era dourada depois de quatro anos com o clipe (épico) de "The Golden Age", assista!


Começou lá em 2011 a saga épica de Woodkid. Abrindo seus trabalhos no mundo musical, o clipe de "Iron", debut single do cantor ainda no "Iron EP", mostrou ao mundo o que Yoann Lemoine (como era conhecido por suas direções de videoclipes - ele é o diretor dos clipes de "Teenage Dream" da Katy Perry, "Back to December" da Taylor Swift e "Blue Jeans" da Lana Del Rey), veio fazer nesse mundo: unir sua voz com sua estética cinematográfica.


E a coisa é cinematográfica mesmo. Em 2012 foi lançado o clipe do seu segundo single, "Run Boy Run", que continuou o épico autobiográfico do cantor - todas as músicas e os clipes são memórias e sentimentos de Woodkid durante sua infância. O clipe de "Run Boy Run" concorreu ao Grammy de "Best Short Form Music Video".


Já com o álbum devidamente pronto, veio "I Love You", outro deleite audiovisual arrebatador. Como verdadeiros curta-metragens, Woodkid tem um domínio estético e narrativo digno de um diretor de cinema, que fazem seus pequeninos filmes virarem obras de arte. E não foi só no meio que Woodkid obteve sucesso: sua voz inconfundível o fez entrar na trilha-sonora do filme "Divergente" - e com duas músicas.


Fechando os trabalhos com o álbum "The Golden Age", Woodkid lança hoje (10) o clipe para a faixa-título (já notaram que é um clipe por ano?). Num verdadeiro curta-metragem - o clipe tem 10 minutos - o diretor comenta:
É de certa forma um cartão postal da minha infância, com lembranças e emoções do campo reunidos em uma sociedade livre em um longo e suave pedaço. É sobre a criança presa dentro, as memórias assombradas, as belas e obscuras.
O mais curioso é que a letra fala: "A era dourada acabou". Teve forma melhor de fechar o álbum do que essa? Assista ao clipe de "The Golden Age":